quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

HISTÓRICO E MENSAGEM DE FIM DE ANO- de Carlos Vilarinho

Quando o leitoracrítica.blogspot de Gerana Damulakis começou a publicar meus textos o ano passado vivi um misto de orgulho e ansiedade. Orgulho de mim mesmo por estar ao lado e ser lido por grandes autores da Bahia, sobretudo, e ansiedade natural de escrever o texto perfeito. Se é que existe o texto perfeito. Era (e ainda sou) incentivado quase que diariamente por Gerana, crítica, ensaísta e também escritora com grande visão de vanguarda e desde então comecei a viver mais intensamente ao lado do texto. Muito próximo ao objeto de desejo. As produções aumentaram e a gana e vontade de escrever bem e contribuir para a transformação do povo, do mundo como um todo, foram tomando conta de mim. Humildemente arrisco a dizer que hoje escrevo bem melhor do que ontem. Além da atividade de leitura que naturalmente buscou um viés erudito para uma produção popularesca. E escrevi “O Fotógrafo”, “Transe Ritualístico”, “Cartas de Amor”, “Tudo é irreal”, “A FAVELA”, “Poema Modernista Tardio do Século XXI” além de uma pequena novela que espera pacientemente a hora de ser publicada “Três Tiros Numa História de Amor” texto que tenho muito carinho, entre outros. A vontade de publicar, de ler, de escrever era tão grande que quase me sufoca, ainda hoje.

Então, não sei como, comecei a bulir aqui e ali no computador, na internet e descobri como se faz um blog. Simples e fácil. Inicialmente dei o nome de um conto que me deu alegrias e prêmios em três cantos do Brasil, “O OGRO QUIROMANÍACO”. Com o OGRO fui selecionado na Bahia, em Brasília e no Espírito Santo. É um conto que gosto muito e que representa satisfatoriamente o trabalho que realizo. Comecei então a colocar contos antigos, crônicas que estavam dentro da gaveta, como “O Segredo do Universo I e II” a qual sugeriu uma discussão filosófica no blog com a opinião de escritores de porte como Gláucia Lemos e Gerana Damulakis, e, veja só, escrever poemas, que achava não ser a minha praia. Talvez ainda esteja em águas pluviais quanto a isso. Ainda que sofríveis, mas escrevi em tentativa de amadurecer eu mesmo e minha literatura. Percebi então que “OGRO QUIROMANÍACO” era nome de conto e não estrambolicamente de um blog de literatura. Como tenho certeza que meu trabalho literário está acima da maioria das coisas do universo e da seriedade que representa, mudei o nome para carlosvilarinho.blogspot. Dei o meu nome à minha cria, nada mais justo. Fui colocando textos, garimpando emails e passando adiante o blog. Tive cinco pedidos para retirar o endereço dos contatos. Cinco num universo que ultrapassou a casa de mil. Não os conhecia, como não conheço a maioria dos prováveis leitores. De repente acossado pelas leituras que fazia no leitoracrítica de Gerana, tive também o impulso de convidar outros escritores. Por que não? Estava disponibilizando meu tempo e meu trabalho para uma maior consciência do mundo e para a leitura do outro em geral. Só cresceria efetivamente, eu mesmo e meus leitores, com outros textos de outros autores, outras e novas idéias. E assim, agradeço aqui a colaboração de Flamarion Silva, escritor baiano remando em Double skiff comigo em raia literária, a feminíssima Renata Belmonte, Elieser César, Mayrant Gallo,felizmente ou infelizmente, amigo Mayrant, temos que seguir acreditando que vamos conseguir transformar, é o jeito. Tatiane Gonçalves, Heitor Brasileiro Filho, amigo da velha guarda da Universidade Federal da Bahia, Camila Vilarinho, da família e orgulhosamente apresento e introduzo ao mundo das Letras, o amigo Zé Luís, poeta cachoeirano também da velha guarda da UFBA, Valdeck Almeida, incansável militante literário e outros baianos convidados que talvez um dia junte-se a nós. E o que dizer dos escritores dos outros estados? Andréia Donadon e Edinara Leão, duas escritoras sensacionais, uma mineira e dona de um texto maravilhoso em prosa e outra gaúcha e poeta lírica, respectivamente. A mineira Clevane Pessoa, também militante das Letras que não se cansa de ganhar concursos literários Brasil a fora. Zeh Gustavo (ou seria Gustavo Dumas?) o carioca parecido comigo em irreverência e provocação. Meu cronista também carioca Jackson Vasconcelos, sempre lúcido nas considerações políticas. Seguidor do meu blog, o mineiro Carlos Soares. Também seguidor do meu blog, Mehazael, estudante de Letras e tradutor. A paulista Carla Dias. O amigo de Brasília, escritor e revisor Alexandre Lobão. Por último a belíssima gaúcha Soninha Porto. Por último porque só a conheci há poucos dias, não que seja a última de fato. Se deixei de citar alguém, por gentileza, me perdoe, mas a emoção é grande, sinta-se homenageado também.

Obrigado especial e abraço à Gerana Damulakis, grande incentivadora literária.

Quero agradecer a todos os leitores pela confiança, pelos comentários dos textos em um ano de blog literário. Espero ter forças, imaginação e criatividade junto com vocês para continuar em 2009.

Bom natal, boas festas!

Carlos Vilarinho

2 comentários:

Flamarion Silva disse...

Aproveita bem o Natal, Carlos. E os outros dias também.
Você contribuiu para a divulgação da minha pequena literatura, só espero produzir mais, para continuar essa troca. Você sabe que escrevo pouco e devagar, talvez nem por apuro na escrita, mas por estar com visgo nas engrenagens, o que emperra tudo.
Grande abraço.

Gerana disse...

CV: fiquei emocionada com seu texto. Saiba que tenho muito orgulho deste meu afilhado literário e fico muito feliz por ter contribuído de alguma forma para estimular a sua obra.