sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

CÂMARA BAHIANA DO LIVRO-de Carlos Vilarinho

Em tempos de crise, guerra e reforma nada mais natural do que enfrentar desafios. Assim fui convidado para compor, liderar presidindo uma entidade singular e essencial para o desenvolvimento da cultura e do conhecimento. A Câmara Baiana do Livro. Aceitei depois de saber quem trabalharia comigo. Como vice-presidente, o quadrinhista Antonio Cedraz, já consagrado e reconhecidamente um grande artista baiano, criador da Turma do Xaxado. Os autores Aurélio Schommer, Maria do Carmo Salomão, Valdeck de Jesus, além de a forte parceria com a SEGlivros-distribuidora, todos esses formando a nova diretoria atuante. Assumimos sabendo da dificuldade e da situação enferma financeiramente em que se encontra a Câmara. Aos poucos mudaremos o tempo verbal do presente para o pretérito, logo, logo usaremos “encontrava-se”. Desde fins de dezembro fazemos incansáveis reuniões. Decidimos de imediato credibilizar a Câmara, sobretudo diante dos autores baianos. Claro, o autor é o mais prejudicado se não houver atuação de uma entidade que deveria e deverá lhe servir. Em reuniões decidimos trabalhar para que a Câmara Bahiana do Livro não fique de fora dos principais eventos literários. Sem dinheiro estamos todos os dias em negociação para participarmos da Bienal do Livro da Bahia, intuito já praticamente conseguido, certamente o martelo será batido quarta-feira 22/01/09 numa reunião que terei na Fagga Eventos, produtora do evento. Em parceria privada e particular deveremos organizar quatro feiras de livros aqui em Salvador e no interior. Duas na capital e duas no interior até o final do ano. Pegando carona nas feiras de livros surgiu inusitadamente a idéia de levar às prefeituras do estado títulos de autores baianos para negociação e adoção pelos governos municipais. A SEG-livros se encarregará de fazer a ponte entre prefeituras e autores cabendo para cada um, no caso de venda, a seguinte porcentagem: 20% para o distribuidor (SEG-livros), 30% Câmara Bahiana do Livro e 50% para o autor. Projeto já em ação. Os outros dois projetos mais importantes para realizar-se em 2009, são: a renovação do convênio feito pela gestão anterior com a Assembleia Legislativa do Estado para edição e lançamento de quatro livros inéditos de autores associados da Câmara, em regime de concurso interno é que serão escolhidos esses autores, ficando de fora os que já foram contemplados no ano anterior. Nesse caso eu, Gilberto Amarante e Valdeck de Jesus não poderemos concorrer, pois fomos os vencedores de 2008. O segundo projeto e tão significativo quanto os outros: pela primeira vez a presença da Câmara Bahiana do Livro na Bienal do Rio de Janeiro 2009. Projeto este que já começarei a tratar com a Fagga-eventos na reunião do dia 22/01/09 como dito aí em cima. E ainda, sem falar muito pois a idéia é infante, um projeto de um selo de edição de autores baianos.

Enfim gostaria de convidar o autor a participar. A Câmara é onde você terá vez e voz. Somos democraticos vemos com bons olhos a presença do autor nas assembleias e nas reuniões de diretoria também. Convido-o novamente a você autor a associar-se e participar, compartilhar idéias para crescermos juntos. O endereço da Câmara Bahiana do Livro é na rua General Labatut, Barris, Biblioteca Pública segundo andar, ou email para cbal@terra.com.br, c.vilarinho@yahoo.com.br.

Carlos Vilarinho
Presidente da Câmara Bahiana do Livro

3 comentários:

(Carlos Soares) disse...

Com certeza a cultura bahiana, já tão rica, estará em boas mãos

valdeck2007 disse...

Olá, Vilarinho, tudo bem???

Publiquei sua mensagem no meu site... Dá uma olhada:

http://www.galinhapulando.com/visualizar.php?idt=1396391

Olhos de Mel disse...

Carlos, não sei como cheguei até aqui, mas preciso saber como entrar em contato com você.
Lúcia Laborda
www.olhoscormel.blogspot.com